Estalar de dedos na Umbanda

O estalar de dedos na Umbanda chama a atenção de muitas pessoas no ambiente de terreiro e desperta dúvidas em outros tantos, desde leigos até quem já segue a religião umbandista.

Incorporações com Caboclos, Pretos Velhos, Baianos e até mesmo com Exus estalam os dedos ou batem os pés.

Alguns afirmam que são “cacoetes” dos espíritos, outros que é um vício comportamental dos espíritos e até mesmo que são movimentos desnecessários.

Mas você já procurou saber por que isso acontece? Qual o significado por trás do estalar de dedos na Umbanda?

Calma aí que a gente te explica tudo!

 

1 – ESTALAR DE DEDOS NA UMBANDA: É DESNECESSÁRIO?

Para quem não está inserido na religião umbandista ou para aqueles que estão envolvidos com outro segmento mediúnico pode achar que esses gestos são estranhos ou desnecessários.

Mas, assim como tudo que existe na Umbanda, essas gesticulações têm um significado real, espiritual e energético.

No ambiente de terreiro tudo que é pautado no amor, respeito e bom senso tem uma fundamentação para existir.

Por isso, é importante não formar nenhuma opinião antes de entender as explicações lógicas.

 

2 – QUAL O SIGNIFICADO DO ESTALAR DE DEDOS NA INCORPORAÇÃO?

A base espiritual de todo indivíduo é sustentada por uma estrutura chamada de chakras.

Os chakras são as setes aberturas do corpo astral que alimentam e dão vida ao espírito.

Os chakras que estão localizados na palma das mãos e na planta dos pés são vitais à existência humana.

Então durante a incorporação do espírito, ele está atuando na estrutura energética do médium, banhando-o com o seu magnetismo.

Enquanto isso, os chakras do médium são bombardeados com essas energias que as absorvem e as concentram na palma das mãos e na sola dos pés.

Dessa forma, quando o guia estala os dedos no Monte de Vênus ativa o chakra frontal, que é o da mediunidade.

Assim, quando o metabolismo energético do médium está caindo, ele estala os dedos para aumentar o fluxo da energia no corpo e manter aquela conexão ativa.

Fonte: https://umbandaead.blog.br/

 

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Veja também!

Confira estes outros artigos sobre o Templo Tubinambá!